Como criar uma marca em 7 passos

Para a década de 2020, principalmente em função da pandemia do COVID-19, os conceitos de marca tiveram que ser modificados. Não é mais possível olhar uma marca como algo que representa o que sua empresa promete, ela deve comunicar o propósito da sua empresa conjugado com o job emocional e social em que você pretende ajudar o seu cliente.

A nova definição de marca é um nome, um sinal ou a combinação de ambos cujo objetivo é comunicar o propósito do seu negócio ou a tarefa social e emocional do que sua empresa entrega em serviços ou produtos.

Tarefas emocional e social são as necessidades do seu cliente que vão além do que o seu produto serviço realiza que é ajudá-lo a resolver uma tarefa funcional. Para saber mais sobre isso, leia nosso texto anterior

O conceito antigo de Marca é um nome, um sinal ou a combinação de ambos cujo objetivo é identificar bens e serviços e diferenciá-los dos concorrentes. Essa forma de olhar a marca deixou de fazer sentido porque ela está focada no produto e concorrentes, enquanto que a nova definição é focada no cliente. Essa visão do que vem a ser uma marca é nova e é resultado do que Ulwick desenvolveu na Teoria do Job to be done.

Nas tarefas anteriores, você já identificou os jobs emocionais e sociais, a Persona do cliente, analisou a concorrência. Agora é a hora de usar tudo isso para criar sua marca. Para criar uma marca de valor, é importante criar antes uma descrição sobre o que ela deve comunicar.

Para isso, montamos um passo a passo para a criação de um documento que explica tudo o que é necessário escrever antes de contratar alguém para fazer a marca ou tentar, você mesmo, criar a sua marca.

Passo 1 – Sobre seu negócio

a) Como descreveria seus produtos e/ou serviços do ponto de vista de jobs emocionais e sociais?

b) Quais é o propósito do seu negócio? Isso pode ser usado como slogan?

c) Sua empresa possui um logo antigo? Se sim, qual é o motivo para a mudança?

d) Fale sobre seus concorrentes e no que você é diferente deles?

Passo 2 – Sobre seu cliente

Nessa parte você coloca a descrição da Persona do seu cliente. Persona do cliente é uma descrição do seu cliente coletivo, isso foi tratado antes.

Passo 3 – Sobre sua intenção visual

a) Você tem preferência por alguma cor ou combinação de cores? Quais cores você não quer que seja usada?

b) Tem alguma imagem ou desenho que acha que faria sentido para sua marca? Quer incluir alguma? É sugestão ou quer que seja incluída?

c) Você acharia interessante incluir algum texto na marca? Qual? Seriam palavras juntas ou separadas (cocacola ou coca-cola). Quer algum tipo de letra?

d) Qual seria a personalidade da sua marca?

( ) Séria ( ) Conservadora ( ) Corporativa ( x) Dinâmica

( ) Elegante ( ) Ecológica ( ) Lúdica ( ) Moderna

( ) Amigável ( ) Divertida ( ) Honesta ( ) Hightech

( ) Simples ( ) Tradicional ( ) Outra? Qual?

Passo 4 – Mostre as marcas que você gosta

(copie e cole a imagem das marcas que você acha que combinam com seu negócio)

Passo 5 – Procure um serviço de criação de marcas

Francamente, creio que a melhor opção é pagar pela criação de marca. Serviços como a wedologos é bom porque quando você encomenda a marca eles chamam vários designers que oferecem sugestões de marca a partir do seu documento e você só paga pela que você escolher. Seja honesto e não tente copiar nenhuma para mexer um pouquinho, isso pode ser não apenas uma falta de ética, mas você vai acabar notando que é um crime.

Passo 6 – Registre sua marca

Para registrar sua marca, simplesmente não pague para terceiros. Faça você mesmo. Mas, você precisa ter certeza que ela não é uma cópia de outra parecida, senão você vai enfrentar algum processo por roubo de propriedade intelectual. Se você comprar a marca de uma empresa como a Wedologos, eles garantem que ela é inédita e você irá poder registrar sem medo.

Passo 7 – Use seu manual da marca

Embora pouca gente saiba, uma marca é não apenas ela em si, existe um manual da marca que explica tudo sobre ela com informações úteis como: a cor exata que é usada nela, quais são os espaçamentos necessários para valorizar a marca, e mais um monte de informações úteis. Esse documento, importantíssimo para seu marketing, é chamado normalmente de Manual de Identidade Visual e você pode ver bons exemplos aqui nesse link.


Espero que tenha ajudado com esse breve passo a passo, eu segui ele para criar minha marca e tudo deu certo, pelo menos até agora.

Leia mais: