Contratar familiar é um bom negócio? Despedir o parente

Se o empresário demite um familiar, nunca mais a relação em família com ele será igual. Pode até acontecer que o familiar termine por nunca mais manter qualquer relacionamento, até mesmo em festas familiares com ele.

Quando um cliente de consultoria despediu o filho, criou-se uma situação muito difícil entre eles. O motivo é que o filho descobriu como desviar parte do caixa da empresa e ensinou um empregado a fazer isso sem ser percebido. Resultado? Perdeu um bom empregado e criou mais um problema com o filho.

Por outro lado, como você irá explicar a demissão do seu sobrinho? Irá contar o que ele fez errado e deixá-lo em situação difícil ou irá dizer que você não o quer lá porque você tem outro motivo. Sempre haverá a polarização na família contra e a favor de você.

De qualquer modo, o importante é ressaltar a todos que o problema que causou a demissão foram problemas técnicos e explicar claramente ao familiar que está sendo desligado do quadro de empregados justamente porque não atendeu aos padrões mínimos exigidos. Para isso, você deve ter uma descrição do cargo e mostrar para ele quando iniciou no emprego e quando sair, também. Então a receita para esse problema é: contrate com critério definido (se ele não serve, não será contratado), avalie com critérios claros e comuns a todos empregados (não vai reclamar porque é a regra da empresa) e demita nos parâmetros estabelecidos para a função.

Próximo: Contratar parente é um bom negócio? Nepotismo ou confiança

One thought to “Contratar familiar é um bom negócio? Despedir o parente”