Contratar familiar é um bom negócio? Parentes acomodados ou incompetentes

Pelo fato de que o membro da família sentir-se como parte da empresa, o empresário espera que o parente se dedique vestindo a camisa com engajamento diferenciado e acima dos demais empregados. Mas, nem sempre é assim, o familiar pode sentir-se um escravo do trabalho sendo que isso não deveria ser dessa forma, afinal o fulano é meu parente…

O parente empregado espera que o empresário se dedique além das suas atividades de empreendedor. Assim, um pode começar a ver o outro como um acomodado, porque usa a relação familiar para não se dedicar mais do que qualquer outro na empresa. E, também, julga-o como incompetente porque não faz o que deveria fazer na forma como ele pensa ser o correto. A crise na empresa terá reflexos nas relações familiares e irá polarizar as discussões contra e a favor de cada uma das partes.

Os familiares sempre irão encarar os compromissos como algo não real. Afinal, é um parente pedindo algo, não um patrão indicando o serviço a ser realizado. Assim, o desempenho será sempre comprometido pela atitude que é aceita ou tolerada entre familiares.

Mantenha claro, desde o início, que existe uma linha muito séria separando família e empresa. Isso deve sempre ser lembrado ao familiar porque você não deseja que as relações se misturem.

Se você chegou nesse ponto, de ter contratado um familiar e ele não ter o desempenho adequado, você deve dar o indicativo de que uma empresa de Recursos Humanos irá fazer uma avaliação do quadro de empregados para estudar uma promoção ou identificar quais estariam com desempenho que é insuficiente para o crescimento ou recuperação da empresa.

Próximo: Contratar parente é dar um emprego privilegiado?

One thought to “Contratar familiar é um bom negócio? Parentes acomodados ou incompetentes”