comentário 1

Contratar familiar é um bom negócio? Contratar parente é dar emprego privilegiado?

Se você colocar seu familiar como um empregado raso, deverá exigir dele um desempenho idêntico ao de outro empregado no mesmo nível. Mas, se você for mais leniente com erros por ser familiar ou der alguma preferência a ele, você será nepotista. Seus outros empregados irão se sentir menos valorizados e sua empresa tende a ter um clima organizacional de baixíssimo engajamento. Vale a pena passar por isso?

De qualquer forma, as emoções sempre estarão à flor da pele – é difícil corrigir alguma tarefa ou atitude de um empregado familiar porque sempre poderá ser levado para o lado pessoal, não o de empregado, que de outra forma simplesmente aceitaria a orientação.

Se você não encontrou uma saída e foi pressionado a contratar um parente, é importante deixar muito claro para toda a família que ele trabalha na empresa e como qualquer outro empregado será avaliado e se não tiver boa avaliação corre o risco de ser demitido. A justificativa é a famosa auditoria externa, que mesmo que não exista serve como uma força maior que pode recomendar a demissão. Essa auditoria externa é aquela que vai avaliar o alto nível de profissionalismo da sua empresa durante os últimos 3 anos para que a empresa suba no patamar de avaliação de risco. Pode até ser verdade, mas soa como uma boa justificativa.

Próximo: A negociação na empresa com empregado parente

I Comentário até agora

  1. Pingback: Contratar familiar é um bom negócio? Parentes acomodados ou incompetentes |